Sala Crítica
Críticas Destaque Filmes TV e streaming

Coffee & Kareem | Crítica

Coffee & Kareem | Crítica

Coffee & Kareem

Ano: 2020

Direção: Michael Dowse

Roteiro: Shane Mack

Elenco: Ed HelmsTerrence Little GardenhighTaraji P. HensonBetty GilpinRonReaco LeeDavid Alan Grier, Andrew Bachelor

Ed Helms é um ator ligeiramente conhecido no ramo das comédias. Seu primeiro papel de destaque foi em The Office, mas o estrelato veio mesmo com a trilogia Se Beber, Não Case. Hoje pode-se dizer que Helms não sabe mais escolher os filmes que vai estrelar e o resultado dessas más decisões acaba sendo “pérolas” como Te Peguei e Coffee & Kareem, novo longa original da Netflix.

Coffee & Kareem é um buddy cop movie com uma premissa interessante: um policial bobão e uma criança de 12 anos que se odeiam acabam envolvidos em uma trama de tráfico de drogas; ah, e se odeiam porque Coffee namora a mãe de Kareem (Taraji P. Henson). A história até poderia render algumas boas piadas e boas cenas de ação se tudo não fosse tão mal feito.

A dinâmica entre Coffee e Kareem é muito falha. Terrence Little Gardenhigh, que interpreta o pré-adolescente, até se esforça, mas não parece que Kareem odeia seu futuro padrasto; ser desbocado e soltar palavrões o tempo todo não significa que você odeia alguém. E Ed Helms, coitado, está em um dos papéis mais constrangedores de sua carreira, mas também não faz valer a existência do filme.

Chega um momento do filme que a direção de Michael Dowse percebe que aquilo não tem mais salvação, e começa a apostar em trasheiras e plot twists envolvendo os policiais da delegacia onde Coffee trabalha e até mesmo a mãe de Kareem, um papel em que Taraji P. Henson (que tem muito talento) está claramente desinteressada e está ali só porque precisava de pagar suas contas. Quando o longa percebe isso, é quando ele começa a ser divertido, mas ainda assim sem graça.

Depois de tantos anos entregando mais produtos ruins que bons, parece que a Netflix ainda não entendeu que não pode sair comprando qualquer roteiro para produzir. Sinceramente, é difícil saber se Ed Helms tem fãs o suficiente pra estrelar um filme desses (que claramente seria um fracasso nos cinemas), diferente de um produto de mau gosto como Esquadrão 6, que tem Ryan Reynolds. Se a Netflix continuar entregando tantos filmes fracos como Coffee & Kareem, não vai aguentar mais que 5 anos no mercado, e as pessoas já estão percebendo que os filmes são ruins. Em resumo, não perca seu tempo com Coffee & Kareem.

Nota:


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Siga a gente no Instagram!

The following two tabs change content below.

João Vitor Hudson

João Vitor Hudson é um publicitário aos 22 anos. Ama cinema desde quando desejava as férias escolares só pra assistir todos os filmes do Cinema em Casa e da Sessão da Tarde. Ama o MCU, e confia bastante no futuro da DC nos cinemas.

Latest posts by João Vitor Hudson (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *