Sala Crítica
Destaque Especiais Filmes Notícias

Do Chile para Star Wars: conheça a carreira de Pedro Pascal

Do Chile para Star Wars: conheça a carreira de Pedro Pascal

Nascido em 2 de abril de 1975, em Santiago, no Chile, Jose Pedro Balmaceda Pascal — ou apenas Pedro Pascal — saiu da América do Sul para se tornar um dos artistas que mais trabalham em Hollywood atualmente. Somente neste ano, o ator será visto em duas grandes produções: a segunda temporada de The Mandalorian, série da qual é protagonista, e como vilão de Mulher-Maravilha 1984, um dos filmes mais aguardados de 2020.

Mesmo trabalhando tanto, muitas pessoas ainda não conseguem ligar o nome ao rosto do ator — e estamos aqui para ajudar nisso. Logo após o nascimento de Jose Pedro, seus pais conseguiram asilo político na Dinamarca, para fugir da ditadura militar imposta por Augusto Pinochet no Chile. A família, então, se mudou para os Estados Unidos. Lá, Pascal cresceu no Condado de Orange, na Califórnia, e em San Antonio, no Texas. Estudou Artes Cênicas na Orange County School of the Arts e na Tisch School of the Arts da Universidade de Nova York.

Pedro Pascal em Buffy: A Caça-Vampiros

Pedro Pascal em Buffy: A Caça-Vampiros

Antes de entrar nas produções cinematográficas, vale destacar que Pascal possui muita experiência como ator e diretor de teatro, tendo recebido diversos prêmios por suas performances nos palcos. Agora, em frente às câmeras, o primeiro papel do artista foi no curta Burning Bridges, em 1996. Naquela época, ele assinava como Pedro Balmaceda e, com este nome, assinou sua participação em oito participações em curtas e episódios de séries — entre elas, Buffy: A Caça-Vampiros, em 1999.

Em 2001, Jose Pedro tentou emplacar um novo nome, Alexander Pascal, com o qual esteve em duas produções: um episódio da série Nova Iorque Contra o Crime e o filme para TV A Maldição da Aranha. Depois dessas duas empreitadas, o ator ficou quatro anos afastado do audiovisual, retornando em 2005, novamente como Pedro Balmaceda, com o longa argentino Hermanas — o seu primeiro filme a ser lançado no cinema.

Pedro Pascal finalmente assumiu o seu atual nome em 2006, com o qual assinou a sua participação nas séries Desaparecidos, naquele mesmo ano, e Lei & Ordem, em 2008. Antes da virada da década, o ator também esteve em dois episódios de Lei & Ordem: Crimes Premeditados, no filme I Am That Girl e no curta Iris.

Pedro Pascal em The Good Wife

Pedro Pascal em The Good Wife

Mas foi a partir de 2010 que as coisas realmente começaram a acontecer para Pascal. Depois de fazer um episódio de Nurse Jackie, o ator engatou seis capítulos em The Good Wife e mais quatro em Lights Out. O seu primeiro papel em Hollywood foi em Os Agentes do Destino, em 2011, filme estrelado por Matt Damon.

Entre as diversas produções em que esteve em 2011, duas são curiosas: um episódio da fracassada série de As Panteras, da ABC, e o piloto de Mulher-Maravilha, atração que sequer foi aprovada — hoje, nove anos depois, Pascal é um dos nomes principais de Mulher-Maravilha 1984, superprodução da Warner Bros. que chega aos cinemas em agosto. Ou seja, o destino do ator era, de fato, estar em uma aventura da heroína.

Nos anos seguintes, fez episódios das séries Homeland, Red Widow, Nikita e CSI: Investigação Criminal e Body of Proof, além do telefilme The Sixth Gun. Em 2014, veio o papel pelo qual Pascal ficou conhecido pelo mundo todo: Oberyn Martell, da série Game of Thrones. Mesmo tendo um terrível destino pelas mãos do Montanha e participando por apenas uma temporada, até hoje o personagem é tido como um dos mais queridos da atração da HBO.

Pedro Pascal em Narcos

Pedro Pascal em Narcos

Entre 2013 e 2014, Pascal participou de diversos capítulos de Segredos no Paraíso e O Mentalista. E, neste mesmo período de tempo, realizou outros trabalhos menores, até que conseguiu outro papel importantíssimo para a sua carreira: Javier Peña, em Narcos, série estrelada por Wagner Moura para a Netflix. Na atração, o astro ficou por três temporadas.

Pedro Pascal em Kingsman: O Círculo Dourado

Pedro Pascal em Kingsman: O Círculo Dourado

Em 2016, no cinema, conseguiu destaque no blockbuster A Grande Muralha, novamente com Matt Damon. E as grandes produções não pararam por aí: um ano depois, novamente papel importante, desta vez em Kingsman: O Círculo Dourado. Em 2018, viveu o antagonista de O Protetor 2, ao lado de Denzel Washington. Um ano depois, ele ainda foi um dos principais nomes em Operação Fronteira, longa da Netflix.

Pedro Pascal em The Mandalorian

Pedro Pascal em The Mandalorian

Foi em 2019, também, que veio o seu tão esperado protagonismo e foi no universo Star Wars! O ator foi escalado para viver o personagem principal de The Mandalorian, série exclusiva do Disney+ — tudo bem que o rosto do astro aparece por apenas alguns segundos na primeira temporada, mas ser destaque de uma produção deste calibre não é pouca coisa. Neste ano ainda, sairá a segunda temporada da atração.

Ainda em 2020, Pascal chega aos cinemas como o vilão Max Lord, em Mulher-Maravilha 1984, que deverá colocar o astro ainda mais em evidência. Neste ano, outras duas produções com o ator estão programadas para chegar às telonas: Tropico e We Can Be Heroes, este último dirigido por Robert Rodriguez.

Não é pouca coisa, né? É a América Latina dominando Hollywood! Sucesso, Pedro!


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Siga a gente no Instagram!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *