Sala Crítica
Destaque Especiais Filmes

Os 29 filmes de super-herói mais lucrativos da década

Os 29 filmes de super-herói mais lucrativos da década

Não é surpresa para ninguém que as produções de super-herói dominaram os cinemas na década passada e que o sucesso do subgênero não parece que vai embora tão cedo. Franquias baseadas em heróis de histórias em quadrinhos conseguiram bater recordes com arrecadações bilionárias, levando milhões aos cinemas sempre que um lançamento entra em cartaz.

Os filmes de super-herói são grandes investimentos que precisam de ainda mais dinheiro para se pagar e gerar lucro. É preciso deduzir da arrecadação o valor do orçamento, marketing, valor repassado aos cinemas e porcentagens de rendimentos que, por vezes, vão para atores e diretores.

Vale ressaltar, também, que um estúdio não lucra exclusivamente com o desempenho nos cinemas, mas também com vendas de de DVDs, Blu-rays, materiais promocionais, produtos licenciados e por aí vai. Confira as 29 produções de super-heróis mais lucrativas a partir de 2013, de acordo com o Deadline:

  • 29º – Homem de Aço (2013)

O primeiro filme do DCEU deixou a crítica e parte dos fãs divididos quanto a representação do Superman (Henry Cavill) concebida por Zack Snyder. Mas o sucesso do longa garantiu os próximos projetos do estúdio. Com o orçamento de US$225 milhões, Homem de Aço trouxe US$ 43 milhões de lucro.


O fato deste ter sido a adaptação live-action do Homem-Aranha com a pior arrecadação nas bilheterias mundiais pode ter enterrado as sequências e derivados planejados pela Sony e ter facilitado a entrada do personagem icônico para o MCU, mas isso não quer dizer que tenha sido um fracasso. O Espetacular Homem-Aranha 2 trouxe US$ 70 milhões para os cofres da Sony.


Shazam! e Aves de Rapina são facilmente os filmes mais baratos do DCEU custando cerca de US$ 100 milhões cada, mas enquanto o filme do grupo de anti-heroínas infelizmente fracassou, Shazam! foi um sucesso. Mesmo que a bilheteria final sequer tenha passado dos US$ 400 milhões, foi o suficiente para garantir um retorno de US$ 74 milhões.


Dias de um Futuro Esquecido tem a maior bilheteria dos filmes dos mutantes nos cinemas  —  sem contar os filmes do Deadpool, claro. O evento que trouxe o crossover de duas linhas do tempo da franquia X-Men gerou US$ 77 milhões de renda.


US$ 500 milhões é uma receita muito singela para uma produção do MCU. Exceto se for de um filme sobre um cara com o poder de ficar bem pequeno que custou “apenas” US$ 130 milhões.  E, assim trouxe, US$ 104 milhões para a Disney e garantiu duas sequências — a segunda não entrou na lista.


A bilheteria de Batman vs Superman foi um fracasso para a Warner. Longe de ter trazido perdas financeiras, o estúdio esperava que o filme alcançasse a desejável barreira do bilhão que os dois últimos Batman do Nolan e três filmes do MCU tinham batido. Não foi o caso. Mas BvS acabou gerando US$ 106 milhões e os próximos projetos baseados em obras da DC foram bem melhor sucedidos.


Mesmo sem ser um personagem muito popular para o grande público, Doutor Estranho rapidamente se tornou uma sensação e ganhou uma legião de fãs. Com um orçamento parrudo de US$ 165 milhões, o filme do Mago Supremo não fez feio e trouxe US$ 123 milhões de lucro.


  • 22º – Thor: O Mundo Sombrio (2013)

Depois de ter sido popularizado em Os Vingadores, a segunda aventura solo do Deus do Trovão arrecadou US$ 200 milhões a mais do que seu antecessor. Sim, Thor: O Mundo Sombrio está entre os filmes mais criticados do MCU, mas, olha, US$ 139 milhões é um valor bem legal pra Disney.


A segunda aventura dos heróis espaciais desajustados da Marvel custou mais e arrecadou mais do que o primeiro Guardiões da Galáxia. No entanto, acabou lucrando menos, um valor estimado em US$ 155 milhões. Ainda assim, ótimo para um grupo que era praticamente desconhecido na década anterior.


Esquadrão Suicida é um dos piores filmes baseados em história em quadrinhos da memória recente. O longa teve um marketing pesadíssimo que convenceu todo mundo que seria no mínimo ótimo. Apesar das duras críticas, todo mundo foi assistir mesmo assim e levou US$ 158 milhões para os cofres da Warner.


O Capitão América também levou um um aumento significativo na bilheteria após protagonizar Os Vingadores. Soldado Invernal foi muito bem recebido e é considerado até hoje um dos melhores filmes do MCU. A produção trouxe um lucro de US$ 166 milhões para a Disney.


Thor era a franquia mais criticada da Marvel por nunca conseguir acertar no tom do personagem. Com Taika Waititi na direção, o universo do Deus do Trovão foi repaginado, abraçando de vez a comédia e apostando em visuais psicodélicos. A mistura, mesmo que não sendo popular entre alguns fãs, gerou US$ 174 milhões.


A primeira (e até o momento única) colaboração entre a Disney Animaion e a Marvel foi um sucesso. Baseado em um grupo pouco conhecido dos quadrinhos, Operação Big Hero levou um Oscar e US$ 187 milhões de lucro para o estúdio.


A terceira aventura solo do Capitão América (que tecnicamente é um Vingadores 2,5) foi o primeiro bilhão do personagem nos cinemas. O filme que dividiu os super-heróis e os fez entrar em conflito direto fez US$ 193 milhões para a Disney.


Depois de ser introduzido em Capitão América: Guerra Civil, o Homem-Aranha do Tom Holland virou febre e ganhou o filme solo no ano seguinte. De Volta ao Lar arrecadou bem mais que a franquia anterior do Cabeça de Teia e fez US$ 200 milhões para a Sony.


A última grande risco da Marvel, que provou para todos que o estúdio não consegue errar financeiramente nos projetos do MCU foi Guardiões da Galáxia. A aposta custou custou US$ 170 milhões e foi um sucesso absoluto nas bilheterias, trazendo mais US$ 204 milhões para a Disney.


Depois do medo da Fox com desempenho do primeiro Deadpool nas bilheterias se mostrar extremamente vão, o estúdio não economizou com a sequência, que custou o dobro do valor investido no original. Lucrou quase US$ 100 milhões a menos pelo investimento maior, mas ainda assim US$ 235 milhões


O primeiro filme da Sony após os direitos do Homem-Aranha terem sido emprestados para a Marvel baseado no universo do personagem não foi lá bem recebido pela crítica, mas a maior parte do público adorou Venom. A produção lucrou US$ 247 milhões e viabilizou mais projetos sobre personagens secundários do Aranha.


O primeiro filme do DCEU a ser protagonizado por uma mulher também foi o primeiro a receber críticas extremamente positivas. Mulher-Maravilha provou o talento da Warner em fazer filmes solo dos personagens da DC e lucrou US$ 253  milhões para o estúdio.


Aquaman

O tão aguardado bilhão do DCEU veio “apenas” cinco anos depois após o início do universo nas telonas. Mesmo com o fracasso de Liga da Justiça, Aquaman deixou de ser uma grande piada e foi um sucesso absoluto, trazendo US$ 260 milhões de lucro para a Warner.


Depois de estragar o personagem em X-Men Origens: Wolverine, a Fox apostou US$ 59 milhões no filme para adultos do Deadpool. Mesmo com a restrição no orçamento, o longa foi um fenômeno e abriu o caminho para Logan, Coringa e outros filmes de herói para adultos. Deadpool fez US$ 322 milhões para a Fox.


O primeiro filme do Aranha a fazer bater a barreira do bilhão surfou no sucesso de Vingadores: Ultimato, que estreou apenas três meses antes e tinha deixado a audiência ávida por mais Marvel. Longe de Casa tem o maior lucro da Sony até aqui em filmes do gênero com US$ 339 milhões arrecadados.


A Era de Ultron foi um dos filmes mais aguardados da década, depois do sucesso de Os Vingadores e, apesar de ser uma sequência sólida, desapontou por não repetir o feito de seu antecessor. Independentemente da reputação de ser o mais fraco entre os filmes da equipe dos Heróis Mais Poderosos da Terra, o longa fez US$ 382 milhões em lucros.


  • 6º – Homem de Ferro 3 (2013)

Não é surpresa que o Homem de Ferro é o Vingador favorito da maior parte do público, além de ter tido a maior arrecadação de aventuras solos da Marvel até o momento, foi o primeiro a bater o bilhão depois de Os Vingadores. Mesmo considerado por muitos o pior da Marvel, Homem de Ferro 3 não fez feio com US$ 392 milhões de lucro para a Disney.


Pelo visto, o boicote do filme contra as declarações feministas da Brie Larson foi pouco expressivo. Capitã Marvel não só surpreendeu a ultrapassar a barreira do bilhão alguns meses antes da estreia de Guerra Infinita como trouxe US$ 414 milhões para os cofres da Disney.


Ignorando o fiasco do Coringa de Jared Leto, a Warner contratou Joaquin Phoenix e o colocou no papel do personagem para não só quebrar a barreira do bilhão como também para levar dois Óscares para o estúdio.  Retirando todas as contas que tinha pra pagar, Coringa fez US$ 437 milhões.


Quebrando todos os recordes de filmes protagonizados por personagens negros, Pantera Negra têm diversos feitos históricos bem como uma importância cultural fortíssima. Com 1,3 bilhão arrecadado, o filme fez US$ 477 milhões para a Disney.


O evento cinematográfico que uniu todas as franquias da Marvel não poderia ter um resultado diferente. A primeira metade da saga para derrotar o Thanos foi o primeiro filme do MCU a bater a barreira dos dois bilhões de bilheteria, dos quais US$ 500 milhões são de lucros para o estúdio.


Vingadores: Ultimato não precisa de introdução, é a maior bilheteria da história do cinema. E, provavelmente, tem o maior lucro também. O final da Saga do Infinito, a conclusão de um caminho traçado por 23 filmes, fez US$ 890 milhões para os cofres da Disney.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Curta a nossa página no Facebook!

The following two tabs change content below.
Estudante de jornalismo, tem 21 anos e é assistidor de séries semi profissional. Viciado em cinema desde sempre, nunca trabalhou na área e pretende mudar isso algum dia. Fã do Studio Ghibli, slashers e musicais, adora cinema sul-coreano e nas suas formas de vingança.

Latest posts by Diego Francisco (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *