Sala Crítica
Destaque Filmes Notícias

O Homem de Aço | Roteirista explica o motivo de Clark ter deixado o pai morrer

O Homem de Aço | Roteirista explica o motivo de Clark ter deixado o pai morrer

Durante seu painel na Comic-Con at Home, o roteirista David Goyer comentou alguns dos pontos mais polêmicos de O Homem de Aço, relembrando que a ideia inicial era dar uma abordagem mais “realista” para o Superman, assim como havia feito com o Batman, ao lado de Christopher Nolan. No entanto, o profissional explicou que a natureza alienígena do herói adicionou algumas dificuldades, como, por exemplo, imaginar como o mundo mundo real seria afetado pelo surgimento de um alienígena: “Seria o maior acontecimento na história da humanidade”.

Goyer também falou sobre a cena em que Clark Kent (Henry Cavill) assiste seu pai, Jonathan (Kevin Costner), ser levado por um tornado. Para o roteirista, a questão era mais sobre a inexperiência do herói do que o medo em revelar sua identidade. “As pessoas têm que lembrar que Clark devia ter uns 17 anos na época. Ele não havia sido testado e não conhecia a extensão de seus poderes. (…) E do outro lado ele tem seu pai em sua cabeça dizendo ‘você tem que tomar muito cuidado'”, destacou o escritor.

O roteirista comentou outro ponto do filme que gerou controvérsia entre o público: a conclusão da luta entre Superman e Zod (Michael Shannon), em que o herói mata seu inimigo. Goyer disse que entende as pessoas que não gostam dessa saída, mas voltou a falar sobre a falta de experiência dessa versão específica do herói. “Há uma regra de que o Superman não mata, mas essa é uma regra imposta em um mundo fictício. (…) Mas esse é um Superman imaturo que acabou de aprender a voar. (…) Ele não conhece a extensão de seus poderes e está lutando contra alguém que nunca iria parar”, enfatizou. O escritor ainda revelou que esse momento seria a forma do Superman estabelecer sua regra de nunca matar. “A intenção é que ele tivesse nessa posição terrível e depois jura nunca mais fazer isso de novo”, afirmou.

David Goyer revelou que chegou a pensar em uma alternativa para a possibilidade de não matar o Zod. A saída encontrada pelo Superman seria colocar o vilão em uma das naves kryptonianas e mandar ele para o espaço. “Mas seria uma desculpa esfarrapada em comparação ao que estávamos fazendo até ali”, explicou.

Veja o painel de David Goyer:

O Homem de Aço estreou em 2013 e, dirigido por Zack Snyder, foi o pontapé inicial para o DCEU, o Universo DC no cinema.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Siga a gente no Instagram!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close