Sala Crítica
Artigos Destaque TV e streaming

The Mandalorian – 2ª temporada | Primeiras impressões

The Mandalorian – 2ª temporada | Primeiras impressões

Crítica de The Mandalorian

The Mandalorian

Ano: 2020

Criação: Jon FavreauDave Filoni

Elenco: Pedro PascalAmy SedarisGiancarlo EspositoTimothy OlyphantKatee SackhoffSasha BanksJohn Leguizamo, Temuera Morrison

The Mandalorian foi uma grata surpresa em 2019. O primeiro seriado live-action do universo de Star Wars apresentou uma história que agradou tanto os novos fãs da franquia quanto os mais antigos, que já estavam insatisfeitos com a trilogia sequência. The Mandalorian também foi o grande chamariz do Disney+, na época um recém-lançado serviço de streaming precisando de assinantes. Agora, após um ano e 73 milhões de assinantes, estreia a 2ª temporada da série estrelada por Pedro Pascal. Mas será que a mesma qualidade foi mantida?

O novo ano começa com Din Djarin, ou Mando, como gostamos de chamar, indo até Tatooine, o clássico planeta com dois sóis apresentado lá no primeiro filme da franquia. O episódio entrega uma estrutura já vista anteriormente, a de que, para conseguir seus objetivos, Mando precisa cumprir uma missão. Então ele se alia ao xerife Cobb Vanth (Timothy Olyphant), que precisa exterminar uma praga de Tatooine, e só então ele entregará algo que nosso protagonista precisa. 

A trama do episódio de estreia é repetida no segundo, embora com elementos diferentes. E também é assim no terceiro. E após três episódios recheados de fan service e uma mesmíssima estrutura de roteiro, fica claro que os roteiristas estão perdendo a criatividade, mesmo que os episódios sejam bons, mas de maneira isolada. Quando vista em maratona, é fácil se enjoar da série. É como se The Mandalorian fosse um daqueles seriados procedurais. No entanto, nem tudo está perdido.

O personagem de Pedro Pascal (que agora está cada vez menos presente nos sets de filmagens) possui muita fidelidade à sua missão, e percebe-se que Mando se preocupa muito com o destino da “criança”, carinhosamente apelidada de Baby Yoda pelos fãs. Mando está cada vez mais parecido com um pai do que com um mercenário. Baby Yoda continua sendo fofo, especialmente nos segundo e terceiro episódios, que mostra que, como toda criança, ele também gosta de comer porcarias. 

Visualmente, não há nem o que reclamar de The Mandalorian. Os cenários, elementos de cena, criaturas e efeitos visuais estão ainda melhores que na 1ª temporada. E é interessante notar o carinho que a equipe do programa tem pelos efeitos práticos e animatrônicos. Há uma cena em que Baby Yoda está andando sozinho em meio a neve, e não há uso de CGI. Foi tudo filmado, graças à magia dos animatrônicos que explodiram em Hollywood justamente por causa de Star Wars.

Com episódios cada vez mais curtos – o terceiro tem apenas 33 minutos, contando a recapitulação e os créditos finais –, The Mandalorian começa sua 2ª temporada tropeçando em uma história rasa. Fan services que atraem os fãs de projetos menos conhecidos da franquia, como a animação The Clone Wars, e um orçamento digno de Star Wars não são o bastante para manter o espectador comum. No entanto, ainda restam cinco episódios, então veremos se essas primeiras impressões não serão o veredito da 2ª temporada.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Siga a gente no Instagram!

The following two tabs change content below.

João Vitor Hudson

João Vitor Hudson é um publicitário aos 22 anos. Ama cinema desde quando desejava as férias escolares só pra assistir todos os filmes do Cinema em Casa e da Sessão da Tarde. Ama o MCU, e confia bastante no futuro da DC nos cinemas.

Latest posts by João Vitor Hudson (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *