Sala Crítica
Destaque Especiais Filmes TV e streaming

Duda, o primo do Harry Potter, virou astro da Netflix e pouca gente percebeu

Duda, o primo do Harry Potter, virou astro da Netflix e pouca gente percebeu

Harry Melling ficou mundialmente conhecido por um papel não muito querido da cultura pop: o primo babaca de Harry Potter, Dudley Dursley – ou Duda, como nós, brasileiros, ficamos conhecendo o personagem. Desde o começo dos anos 2000, o ator britânico ficou ligado e marcado pela franquia derivada dos livros de J.K. Rowling. Porém, quase uma década após o fim da saga, o ator está em alta. E pouca gente se deu conta de que ele é o mesmo menino mimado que infernizava o bruxinho vivido por Daniel Radcliffe.

Harry Melling como Duda Dursley, em Harry Potter

Harry Melling como Duda Dursley, em Harry Potter

Com o final da saga Harry Potter para Melling, em As Relíquias da Morte – Parte 1, em 2010 – onde sua participação, aliás, foi reduzida a mero passar em frente à câmera, privando os fãs da cena de redenção de Duda – o ator britânico sumiu dos holofotes. Nos anos seguintes, ele fez aparições em curtas-metragens e séries de TV, mas sem muito destaque. Neste meio tempo, ele entrou para a escola de teatro, decidido a melhor as suas performances.

O seu retorno a uma grande produção foi em Z: A Cidade Perdida, em 2016. Apesar de um papel pequeno, Melling começou a trilhar o seu novo caminho. Nos anos seguintes, o ator figurou no elenco de A Batalha das Correntes, em 2017, e  A Balada de Buster Scruggs, em 2018 – já fazendo o seu primeiro contato com a Netflix, que viria a ser a sua principal aliada ali na frente. Em 2019, ele estrelou um episódio de uma das séries mais pomposas da atualidade: His Dark Materials, da HBO.

Harry Melling em A Balada de Buster Scruggs, da Netflix

Harry Melling em A Balada de Buster Scruggs, da Netflix

Mas foi em 2020 que Melling realmente ganhou destaque. Na Netflix, o ator figurou – com destaque – em três das maiores produções do ano do serviço de streaming. A primeira foi O Diabo de Cada Dia, em que deu vida ao fanático religioso Roy, que tenta provar sua fé de maneiras extremas. Mesmo não sendo um dos protagonistas, a presença de seu personagem na trama é um dos pontos principais e a performance do ator é, sem dúvidas, uma das mais poderosas do filme – que tem excelentes atuações e astros mundialmente famosos.

Harry Melling em O Diabo de Cada Dia, da Netflix

Harry Melling em O Diabo de Cada Dia, da Netflix

Logo na sequência, Melling viveu outro lunático, Merrick, em The Old Guard, filme de ação protagonizado por Charlize Theron. Como vilão principal, o ator mais uma vez convence, apesar da produção ser um tanto quanto genérica – ele faz o melhor que pode. Mais uma vez, o britânico consegue se destacar, mesmo ao lado de diversos astros renomados. O longa se tornou um dos mais vistos da Netflix, colocando o ex-primo de Harry Potter em evidência para o mundo.

Harry Melling em The Old Guard, da Netflix

Harry Melling em The Old Guard, da Netflix

No entanto, foi a sua próxima produção que mudou tudo: O Gambito da Rainha. Além de ter se tornado a minissérie mais assistida de todos os tempos da plataforma de streaming, Melling pôde mostrar outra faceta: a de não-vilão. Ao lado de Anya Taylor-Joy, o ator conseguiu entregar em Harry Beltik um personagem mais contido, fazendo com que o espectador sinta empatia ao invés de ódio dele – um feito inédito –, sem deixar de oferecer uma ótima performance.

Harry Melling em O Gambito da Rainha, da Netflix

Harry Melling em O Gambito da Rainha, da Netflix

Ou seja, ao contrário do restante do mundo, para Harry Melling, 2020 foi um dos melhores anos.

E se você acha que tudo isso foi apenas um ano de sorte, o ator já tem outros projetos engatilhados, sendo um deles uma produção que, certamente, deverá colocá-lo ainda mais em evidência e destacar o seu talento, pois ele vai contracenar com pesos-pesados. Melling está no elenco de The Tragedy of Macbeth, drama dirigido por Joel Coen e que é estrelado por nomes como Denzel Washington, Frances McDormand e Brendan Gleeson. A estreia está programa para 2021.

Em entrevista à People, o ator explicou a sua atual situação, dizendo que é “uma benção” não ser reconhecido como Duda Dursley e diz que isso é como “começar de novo”. E Melling ainda brinca com o seu atual momento: “Espero que as pessoas não enjoem de me ver”.


Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre filmes e séries? Siga a gente no Instagram!

The following two tabs change content below.
Jornalista e radialista, é um dos fundadores do Bode na Sala. Se orgulha de ter nascido em São Borja, no interior do Rio Grande do Sul, e, atualmente, mora em Porto Alegre. Trabalhou em todas as áreas que se pode imaginar, mas acabou caindo no submundo geek. É fã do Jim Carrey, acha que o Ben Affleck é o melhor Batman do cinema, não suporta pseudo-cultismo e pretende dominar o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *